Planejamento Anual – Quais são seus planos para 2017?
novembro 1, 2016
Como minimizar os efeitos do estresse
novembro 22, 2016
Exibir tudo

Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje!

 

Procrastinação é definida como “postergar”, “deixar para depois” aquilo que deve ser feito. Você já se observou deixando uma atividade que precisa ser realizada para depois? E isso persistir por dias, semanas ou até meses? Isso é mais comum do que você imagina. Porém quando este padrão se repete com constância é preciso estar atento.  Além disso, é importante observar se você está procrastinando ações que estão ligadas ao seu grande sonho. Pois neste caso você corre um grande risco de não realizá-lo.

Pesquisas na área de produtividade apontam o hábito de procrastinação é mais comum do que se imagina. Em geral o ser humano está condicionado a deixar para depois algumas das ações que precisa realizar, pois isso é uma forma de se manter na zona de conforto, ou de ainda de evitar situações em que não enxergamos o benefício de forma imediata, ou mesmo de não saber como avançar em relação a um objetivo ou de entender como ele está alinhado com o que desejamos para nós mesmos. As causas podem ser várias, mas o importante é observar como podemos driblar estas situações.

Procrastinar é um hábito que está na contra mão de quem deseja ser produtivo, portanto para criar um novo hábito é preciso incorporar na rotina algumas dicas de produtividade. Seguem algumas que separamos para te apoiar:

  1. Identifique o seu propósito da semana (observe se ele está alinhado com o que você deseja para sua vida):

Ao criar o planeamento semanal é muito importante identificar aquilo que você gostaria de finalizar e observar como isso está alinhado com seu planejamento anual. É sempre importante ter em mente que as ações que você realiza diariamente e semanalmente devem contribuir para aquilo que você quer construir a médio e longo prazo. E claro, reserve um tempo para ações imedtiatas, que fazem parte do cotidiano e que precisa ser resolvido.

  1. Defina como as tarefas serão realizadas (tão importante como “o que fazer” é “como fazer”):

Ao criar um planejamento de ações, é fundamental definir como isso será realizado. Pois muitas vezes as pessoas se perdem nas ações, pois não definiram como realiza-las. Uma ferramenta que apoia muito no planejamento é o 5W2H (você pode pesquisar mais sobre isso), que consiste em responder perguntas práticas que te permitem definindo de forma objetiva o planejamento.

  1. Crie o compromisso com alguém (se você ainda não consegue fazer por você mesmo):

Se comprometer com alguém pode ser um grande apoio para você realizar as ações que precisa. Isso acontece porque muitas pessoas se comprometem mais com suas ações quando devem realiza-las para alguém. Você pode compartilhar com um amigo as ações que se compromete a realizar e pedir para ele acompanhar a execução.

  1. Vá para a ação (tão importante quanto planejar é executar):

Já ouvi muito uma frase que diz que “feito é melhor que perfeito”. Um grande desafio que algumas pessoas têm para iniciar a ação é de que elas precisam estar com tudo perfeito para iniciar. Se este é seu caso, incorpore esta frase na sua rotina. Comece agora mesmo aquilo que está deixando para depois e aos poucos identifique os pontos de melhorias e vá ajustando. Você vai ver seus resultados aumentando incrivelmente.

  1. Celebre os resultados (comemorar faz parte, se dê este presente):

Celebrar pequenos resultados gera no cérebro a sensação de recompensa. E esta sensação é fundamental para nos tirar do hábito de procrastinar. Portanto ao realizar seu planejamento semanal, estabeleça uma forma de comemorar os resultados alcançados. Assim toda semana você terá uma motivação extra para ir em busca de seus resultados.

 

Gostou das dicas?? Então comece agora mesmo a utilizá-las e modificar este hábito. E lembre-se, para mudar um hábito é preciso muita pratica e repetição!

1 Comentário

  1. Its fantastic as your other blog posts : D, appreciate it for posting . ¡°Talent does what it can genius does what it must.¡± by Edward George Bulwer-Lytton.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *